Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Como Hermione

Como Hermione

3 Personagens que Gostava de Conhecer

15.04.22 | A Miúda

     Por vezes, cruzamo-nos com pessoas que nos deixam a pensar “Quem me dera ser assim”, pessoas cuja história de vida nos inspira ou cuja personalidade nos apaixona. Também nos livros e nos filmes/séries, de vez em quando aparecem personagens que nos encantam, seja por que motivo for, e que não nos importávamos de conhecer na vida real. Quanto a mim, já me cruzei com várias personagens assim que é difícil escolher apenas 3, mas cá vai!

Gráfico do Pinterest 1000x1500  px..jpeg

 

   Hercule Poirot

     Hercule Poirot é o célebre detetive belga criado pela “rainha do crime”, Agatha Christie.

     Tão conhecido pelo seu generoso bigode e estilo elegante como pela sua inteligência e boa capacidade de observação, Poirot é uma das personagens populares entre os amantes de livros de mistério. O que o torna tão especial e o que o distingue dos seus colegas de profissão é a capacidade de ver para além do óbvio, investigando os crimes não tanto com base nos objetos que são encontrados nos locais do crime nem pela aparência das vítimas, mas antes com base na psicologia e comportamento humanos. De certa forma, para quem conhece a série O Mentalista, Poirot é uma espécie de Patrick Jane.

 

   Amy March

     Amy é uma das 4 irmãs da família March, do romance de Louisa May Alcott, Mulherzinhas. É, talvez, a personagem que sofre uma maior mudança ao longo da história. No início, conhecemos uma Amy bastante infantil e mimada, como que uma sombra de Jo, sua irmã mais velha. No final, percebemos que cresceu e se tornou uma mulher astuta e inteligente, ciente das suas capacidades e das limitações que a sociedade lhe impõe.  

 

   Eloise Bridgerton

     Nunca li os livros da saga Bridgerton, da Julia Quinn, e evitei ver a série durante algum tempo. Mas, assim que vi o 1° episódio, percebi o porquê de tanta euforia! O nome desta saga "rouba" o apelido da família protagonista da história, a família Bridgerton. Ao longo dos 8 livros que compõem a saga e ao longo das, por enquanto, 2 temporadas da série, entramos na vida desta família, composta pela Lady Bridgerton (mãe) e os seus 8 filhos.

 

     Esta história acontece durante as primeiras décadas do século XIX e cedo se percebe o tipo de sociedade da época. Neste período, as mulheres ainda não tinham quaisquer direitos, eram vistas como meros objetos, sujeitas às vontades masculinas e vistas como seres inferiores. As suas principais ocupações eram a leitura, a música e os bordados, atividades que lhes poderiam dar pontos extra na altura de arranjar marido, e, claro, a vida doméstica. Normalmente, e em especial nas histórias de época, as personagens que mais me fascinam são aquelas que vão além do que é socialmente aceitável, aquelas que não têm medo de quebrar regras e de expressar aquilo que realmente sentem. Eloise Bridgerton é tudo isso!

 

     Eloise é a quinta filha da Lady Bridgerton e, talvez, a mais rebelde. Não compreende a sociedade, não aceita muitas das convenções adotadas e, de certa forma, despreza-a. Ao contrário de muitas das raparigas da época, Eloise não tem pressa em arranjar marido, aliás, isso nem sequer é algo que lhe passe pela cabeça. A sua maior preocupação é a de "alimentar a mente".